Furto de combustível triplica em 2 anos e gera milhões de reais em prejuízo

UOL

10/02/2019 – O caminhão-tanque chega escoltado por homens fortemente armados em uma área próxima a um manguezal na Baixada Fluminense. É madrugada e os faróis são direcionados a uma espécie de torneira fixada a um duto. Sob a luz, os homens conectam a válvula à mangueira de sucção do caminhão-tanque, abastecendo-o com combustível roubado.
Nos últimos três anos, ações de quadrilhas especializadas em furtar óleo bruto e derivados diretamente de oleodutos aumentou 262% no país. Os cofres atingidos por perdas milionárias são os da Transpetro, subsidiária da Petrobras que opera uma malha com mais de 7.500 quilômetros de dutos. Para ler esta notícia, clique aqui.