Petróleo fecha em alta com indicadores de melhora na economia chinesa

IstoÉ

15/04/2019 – Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta sexta-feira, 12, apoiados pelos dados da balança comercial chinesa, que vieram melhor do que o esperado na manhã desta sexta-feira, 12.

O petróleo WTI para maio fechou em alta de 0,49%, a US$ 63,89 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), com ganho semanal de 1,28%. Já o Brent para junho avançou 1,01%, a US$ 71,55 o barril na Intercontinental Exchange (ICE), avançando 1,72% na semana.

Dando suporte às commodities, os indicadores chineses divulgados na manhã de hoje surpreenderam os analistas. Em março, as exportações do país subiram 14,2% na comparação anual, superando a alta de 8,7% prevista por analistas do mercado e revertendo o tombo de 20,7% em fevereiro. Além disso, o volume de novos empréstimos liberados no país subiu para 1,69 trilhão de yuans em março, de 885,8 bilhões em fevereiro, sugerindo uma desaceleração da economia chinesa e global menos intensa do que se esperava no mês anterior.

Especificamente sobre o petróleo, destaca-se que, entre as importações chinesas, as compras de petróleo bruto avançaram 0,4% no confronto anual, a 39,34 milhões de toneladas. Isso ocorre ao mesmo tempo em que há significativos cortes na produção do óleo por parte dos países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), diminuindo a oferta do petróleo no mundo.

Nos Estados Unidos, o número de poços e plataformas de petróleo em atividade avançou 2 na última semana, a 833, de acordo com relatório da Baker Hughes, companhia que presta serviços no setor.