Plataforma de petróleo teve impacto de US$ 2,1 bilhões nas importações

Agência Estado

02/02/2019 – O diretor do Departamento de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Herlon Brandão, disse nesta sexta-feira (01/2) que as exportações de US$ 18,579 bilhões em janeiro registraram o maior valor da série histórica para o mês, iniciada em 1997. Com as importações de US$ 16,387 bilhões, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,192 bilhões no mês passado.

“As exportações de janeiro tiveram um impacto de US$ 1,3 bilhão com o registro da venda de uma plataforma de petróleo. E essa mesma plataforma teve um efeito de US$ 2,1 bilhões nas importações”, detalhou. “Até 2021, quando haverá a mudança do regime de tributação do setor, não teremos mais esse tipo de operação em duas vias na balança comercial”, completou.

Segundo ele, sem o impacto da operação da plataforma de petróleo, as exportações teriam crescido 1,5% em janeiro e a importações teriam alta 0,7% em relação ao primeiro mês de 2018. “Seria um ritmo de crescimento parecido com o dos meses anteriores. O mês de janeiro costuma ser o de menos movimento na balança no ano”, acrescentou Brandão.

Diferentemente do comum nos anos anteriores, a Secretaria de Comércio Exterior não fará uma projeção para o volume das exportações em 2019. “Não faremos projeção para exportações por orientação do novo governo”, disse Brandão.

Perguntado pelos jornalistas, ele negou que essa orientação tenha sido dada expressamente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. “A agenda do governo é aumento da inserção econômica do Brasil. A posição do governo é se ater a questões estruturais e não fazer prognósticos”, respondeu.