Sindigás prevê reajuste de até 15,4% para GLP e diz que preço ainda está defasado

Isto É Dinheiro Online

11/10/2017 – O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o aumento do preço do gás de cozinha (GLP) divulgado pela Petrobras na terça-feira (10), de 12,9% nas refinarias, terá um impacto entre 7,8% e 15,4% de reajuste, dependendo do local do suprimento.

A entidade afirmou que a correção aplicada não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional e, com isso, o combustível registra uma defasagem de 6,08% em relação ao preço do produto importado.

De acordo com o Sindigás, essa defasagem inibe investimentos privados em infraestrutura no setor de abastecimento.

Fonte: Estadão Conteúdo