Canal da Revenda

Os revendedores de gás liquefeito de petróleo (GLP) têm até 27 de novembro para informar à ANP se querem continuar vinculados a uma bandeira ou optar pela revenda independente.

Em 2 de dezembro de 2016, foi publicado o novo marco regulatório do setor, que permite aos revendedores serem vinculados a uma marca ou, então, tornarem-se independentes, como acontece com a revenda de combustíveis líquidos, na modalidade bandeira branca. Esta opção até então não existia e foi construída depois de três anos de negociações da revenda com o órgão regulador.

“É uma atualização cadastral. Após a análise dos documentos, é feita a alteração no sistema”, explicou José Luiz Rocha, presidente da Abragás.

Em novembro, acaba também o prazo para que as distribuidoras de GLP possam comercializar os botijões envasados de até 90 quilos. Importante ressaltar que, por solicitação do setor, tanto das distribuidoras quanto da revenda, as resoluções ANP 49/16 e 51/16, passaram por revisões nos últimos meses e, agora, o mercado aguarda com ansiedade a publicação.

“As novas medidas já começam a surtir alguns efeitos, pois os revendedores poderão procurar condições contratuais melhores e mais justas. Agora, a revenda passou a ter valor”, disse Rocha.