Notícias

Carro elétrico custará o mesmo que um modelo a combustão em breve, diz GM

Quando os carros elétricos terão preços equivalentes aos modelos a gasolina/flex? Antes de responder essa pergunta, é importante frisar que o segmento dos veículos elétricos é o que mais cresce atualmente no mundo.

No primeiro semestre de 2022 houve um crescimento de 75% no volume global de vendas, na comparação com o mesmo período do ano passado. A maior oferta de modelos, grandes investimentos em infraestrutura de recarga e leis de emissões mais rígidas são alguns dos fatores que impulsionam a mobilidade elétrica.

Outro ponto fundamental é que a diferença de preço dos carros elétricos em relação aos carros tradicionais a combustão também vem caindo, em boa parte por conta da redução dos custos das baterias que alimentam os elétricos.

Estudos de mercado apontam que o custo médio do kWh das baterias caiu quase pela metade nos últimos cinco anos e deve reduzir mais 30% até meados da década, com o desenvolvimento de novas composições químicas e a produção em maior escala.

A GM projeta que a nova geração de baterias, com a tecnologia Ultium, tenha um custo 40% inferior à da linha de produtos concebidas anteriormente. A montadora já trabalha numa composição ainda mais avançada, que permitirá aos seus carros elétricos terem um custo total de propriedade compatível com automóveis a combustão, considerando porte e equipamentos semelhantes. A expectativa é que isso ocorra já a partir da segunda metade desta década, incluindo modelos compactos, pensados também para a América do Sul, incluindo, naturalmente, o Brasil.

A longevidade das baterias e os planos extensos de garantia também estão trazendo tranquilidade para os consumidores e confiabilidade para o mercado de carros usados, que tem demostrado a mesma receptividade dos veículos mais sofisticados, assim como acontece com o segmento de financiamento e de seguros.

Outra característica dessas baterias de nova geração é a maior densidade energética. Mais eficientes, elas são capazes de armazenar uma quantidade maior de energia sem que seja necessário ampliar seu tamanho.

No caso da GM, a linha de veículos elétricos irá crescer com a chegada de modelos como Blazer EV e Equinox EV, ambos apresentados recentemente e que também serão lançados no Brasil mais adiante. Os dois já fazem parte da nova geração de elétricos equipada com a tecnologia Ultium.

O Blazer elétrico tem autonomia estimada de 530 km com uma carga completa, o suficiente para uma viagem de São Paulo ao Rio de Janeiro sem precisar parar para carregar. Se for necessário carregar, o trajeto já conta uma infraestrutura de eletropostos: no caso, o SUV elétrico pode recuperar até 130 km de alcance em apenas 10 minutos usando um carregador ultrarrápido.

Autor/Veículo: InsideEVs
Compartilhe: