Notícias

Em revés para Petrobras (PETR4), Bolsonaro veta novos combustíveis para programa de biodiesel

Despacho do presidente Jair Bolsonaro publicado nesta sexta-feira vetou admissão do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) para que outras rotas tecnológicas de combustíveis possam participar do programa de mistura obrigatória de biodiesel, conforme publicação no Diário Oficial.

A autorização para que outras rotas tecnológicas, como o diesel R5 da Petrobras (PETR4) um produto que tem 95% de diesel e 5% de óleo vegetal, pudessem participar da mistura de biodiesel gerou nesta semana protestos no setor de biodiesel, que recorreu à equipe de transição e à Frente Parlamentar Mista do Biodiesel pedindo o cancelamento da decisão do CNPE.

Por outro lado, a publicação do despacho no Diário Oficial da União confirmou outra decisão do CNPE sobre a fixação da mistura obrigatória de biodiesel de 10% para o primeiro trimestre de 2023.

Essa decisão também foi contestada pelo setor, que quer a retomada do cronograma do programa de biodiesel, que implicaria em mistura de 14% em janeiro e fevereiro e 15% a partir de março.

Autor/Veículo: Money Times
Compartilhe: