Notícias

Porsche aposta em motor que usa hidrogênio para produzir gasolina de baixa emissão

Enquanto outras montadoras correm para colocar veículos eletrificados em campo, a Porsche procura desenvolver um combustível que manterá seus icônicos carros a gasolina relevantes na era da descarbonização.

O Porsche eFuel, que está em desenvolvimento, combina "hidrogênio verde" gerado por energia renovável com dióxido de carbono capturado da atmosfera. O metanol produzido no processo é convertido em gasolina.

O gás reduz as emissões de dióxido de carbono em 90% em comparação com a gasolina convencional, diz a montadora alemã.

O eFuel da empresa, um tipo de eletrocombustível sintético, permitirá aos clientes dirigir carros de alto desempenho usando motores de combustão convencionais "sem emitir dióxido de carbono desnecessário", disse Michael Steiner, diretor da Porsche encarregado de pesquisa e desenvolvimento.

A Porsche começará a produzir o combustível em uma base piloto em uma fábrica que está construindo no Chile com a Siemens Energy, empresa alemã que produz equipamentos de eletrólise de água, e outros parceiros.

A planta recebeu um investimento inicial de 20 milhões de euros (US$ 24,1 milhões). Cerca de 130 mil litros serão produzidos no próximo ano, com planos de elevar a produção anual para 550 milhões de litros até 2026 - o suficiente para 1 milhão de veículos.

O combustível será oferecido a quem comprou o esportivo Porsche 911, entre outros clientes. O gás poderia ser vendido diretamente nas concessionárias.Para ler esta notícia, clique aqui.

Autor/Veículo: Valor Econômico
Compartilhe: